Foz do Iguaçu, um paraíso no Brasil!

Atualizado: Jan 7



Foz do Iguaçu é uma das cidades mais procuradas para viagem e turismo do Brasil, seja por sua grande opção de turismo, por suas belezas naturais, seu clima tropical, por sua população receptiva com qualquer pessoa, pela tríplice fronteira, pelo paraíso das compras - como é conhecido Ciudad Del Este, no Paraguai - pela calmaria de uma pequena cidade de interior (diferente de cidades grandes), pelos bons preços e opções diversificadas de “o que fazer”, Foz do Iguaçu tornou-se parte do roteiro de muitos viajantes não só do Brasil, mas do mundo todo.


Fundada em 1914, é hoje a 7ª cidade do estado do Paraná com aproximadamente 253 mil habitantes e está localizada no extremo oeste do estado a cerca de 640km da capital. Tem como base de sua economia o turismo.


Não, Foz do Iguaçu não termina depois da visita às Cataratas brasileiras (e de um pulinho no Paraguai). Há muito o que fazer na cidade e arredores.


É considerada uma das cidades mais multiculturais do Brasil, onde mais de 81 grupos étnicos estão presentes na população, provenientes de diversas partes do mundo. Os principais são italianos, alemães, hispânicos (argentinos e paraguaios), chineses, ucranianos, japoneses, e libaneses, que possuem na cidade, a 2ª maior comunidade libanesa do Brasil.


Origem do nome e história de Foz


A palavra Foz do Iguaçu pode ser dividida entre: ü (água, rio) e wa’su (grande). Ou seja, um “rio caudaloso”. O próprio nome já mostra a importância da união dos principais rios da região: o Rio Paraná, e o Rio Iguaçu.


Cataratas do Iguaçu


Visitar as Cataratas do Iguaçu é uma experiência de imersão na natureza, através de uma caminhada em trilhas no meio da mata e a proximidade iminente da imensidão das quedas d’água do Rio Iguaçu.


As Cataratas do Iguaçu recebem anualmente mais de 1 milhão de visitantes, sendo mundialmente reconhecidas pela sua beleza. Localizadas dentro do Parque Nacional do Iguaçu, na fronteira entre Brasil e Argentina (nas cidades de Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú), possui uma estrutura qualificada para o recebimento do turista, com centro de visitantes, estacionamento, hotel, restaurante, ônibus internos, passeios adicionais, lojas de lembranças, praça de alimentação e trilha de caminhada para acesso às quedas.


Existem duas opções para se conhecer as Cataratas do Iguaçu: pelo lado brasileiro ou pelo lado argentino. São passeios separados, ou seja, para cada um você terá que pagar um ingresso, mas vale o preço, já que são experiências com perspectivas diferentes. O acesso às Cataratas do Iguaçu pelo Brasil é feito através do Parque Nacional do Iguaçu, e pela Argentina, através do Parque Nacional Iguazú, neste caso é necessário ingressar no país através da Aduana, sendo essencial os seus documentos pessoais.


Como é o passeio nas Cataratas do Iguaçu?


No lado do Brasil, o passeio dura de 2 a 4 horas, começando com o deslocamento de ônibus pela BR-469, do Centro de Visitantes até o início da trilha, durante este trajeto existem paradas para os passeios adicionais. A trilha é realizada a pé, por um trajeto no meio da mata, com espaços abertos para observação das Cataratas do Iguaçu em alguns pontos do percurso. No final da trilha, existe uma passarela de observação que completa o passeio, chegando até o ponto conhecido como “Garganta do Diabo”.


Após a trilha, existe um memorial para Alberto Santos Dumont, além de uma praça de alimentação, e o restaurante Porto Canoas. Aqui há o embarque do ônibus para o retorno até o Centro de Visitantes.


Horários das Cataratas do Iguaçu


O acesso às Cataratas do Iguaçu pelo lado brasileiro acontece diariamente das 9h às 17h. Pelo lado argentino, das 8h às 16h30.


Os valores dos ingressos não incluem os passeios adicionais dos Parques, como o Macuco Safari (Passeio de Barco), a Trilha das Bananeiras, a Trilha do Poço Preto e Esportes de Aventura.


Para moradores da região, veja no site oficial as informações sobre os descontos do Passe Comunidade, e lembre-se de levar o comprovante de residência atualizado e um documento de identidade com foto.


O parque argentino das Cataratas só vende ingressos na bilheteria. O parque não aceita reais: é preciso pagar em pesos ou com cartão de crédito. (O passeio Gran Aventura, porém, é vendido pelas agências no Brasil em reais.)


Lembre-se

  • Antes de mais nada, o Parque Nacional é um local de preservação ambiental

  • Respeite as normas de segurança

  • Não toque ou alimente os Quatis, animais típicos das Cataratas do Iguaçu que costumam estar próximo das trilhas

  • Use roupas confortáveis e calçado apropriado para a caminhada

  • O passeio no lado do Brasil dura de 2 a 4 horas

  • Leve o seu documento de identidade com foto

  • Em épocas de alta demanda, a experiência do passeio pode ser prejudicada pelo excesso de visitantes nas trilhas

Informações adicionais

Site oficial: www.cataratasdoiguacu.com.br

Facebook oficial: @cataratasdoiguacu

Twitter oficial: @cataratasdoiguacu

Endereço: Avenida das Cataratas, BR-469, KM18, Foz do Iguaçu/PR


Marco das Três Fronteiras



O Marco das Três Fronteiras já era um dos principais pontos históricos da cidade de Foz do Iguaçu, onde encontram-se os rios Iguaçu e Paraná, porém mais do que isso, encontram-se três grandes nações da América do Sul: Argentina, Brasil e Paraguai. O Marco simboliza um pouco da realidade da região, onde as fronteiras são tão próximas e presentes, que por vezes parecem não existir.



Inaugurado em 1903, o Marco das Três Fronteiras que hoje tem um caráter turístico e histórico, serviu como marcação da delimitação dos territórios do Brasil, Argentina e Paraguai. O mesmo foi recentemente reformulado para melhor atender aos turistas.


O novo passeio, agora com a cobrança de ingresso, é uma experiência diferente para os turistas. As novas construções homenageiam as Missões Jesuíticas, e toda a ambientação visual e sonora do passeio direciona o foco do visitante para a história do desbravamento da região de Foz do Iguaçu, incluindo uma belíssima projeção de 12 minutos sobre Cabeza de Vaca, o primeiro homem branco a ver as Cataratas do Iguaçu em 1542 (que muitas vezes é esquecido pela própria cidade) e sobre a formação política e social da cidade.



No local também há um restaurante e um parque infantil que possibilitam mais algumas opções para os visitantes. A proposta do novo projeto é que o ponto turístico seja uma opção para o final das tardes e para as noites dos turistas, integrando cultura e história ao mais belo pôr do sol de Foz do Iguaçu.



Como é o passeio no Marco das Três Fronteiras?


O atual formato do passeio é bastante contemplativo, o passeio leva em média um mínimo de 1 hora para ser aproveitado. O visitante passará por uma loja de lembranças e será colocado em uma ambientação histórica das Missões Jesuíticas, onde poderá assistir uma projeção memorial sobre o desbravador Cabeza de Vaca, e após isso, poderá contemplar o Marco das Três Fronteiras brasileiro e a beleza da natureza onde encontram-se a Foz do Rio Iguaçu e o Rio Paraná. Ao entardecer a paisagem é completada com um belíssimo pôr do sol.


Tarifas e Horários do Marco das Três Fronteiras

Para informações sobre as tarifas, acesse o site oficial. O horário de entrada do novo Marco é das 14h às 22h.


Lembre-se

  • O novo Marco das Três Fronteiras tem a cobrança de ingressos de entrada e um novo horário de visitação

  • O passeio tem como foco a perspectiva histórica

  • Esse é um ponto histórico da cidade de Foz do Iguaçu

  • Use roupas leves, já que em dias de sol pode ser muito calor

Informações Adicionais

Site oficial: www.marcodastresfronteiras.com.br

Endereço: Rua Marco das Três Fronteiras, s/n, Foz do Iguaçu/PR

E-mail: contato@marcodastresfronteiras.com.br


Usina Hidrelétrica de Itaipu

Usina Hidrelétrica de Itaipu

Construída entre 1975 e 1982 na fronteira entre Brasil e Paraguai, já foi a maior usina hidrelétrica do mundo, e continua sendo a primeira em geração de energia. Uma obra binacional de grande magnitude, hoje, a Usina de Itaipu também é um dos principais atrativos turísticos da cidade, com diversos passeios.





Templo Budista

Templo Budista - Foz do Iguaçu

Usualmente é um ambiente calmo, que permite um momento mais introspectivo da viagem a Foz do Iguaçu. Além do templo, os jardins do Templo Budista de Foz do Iguaçu contam com mais de 100 estátuas que completam o passeio.


Ecomuseu

Ecomuseu - Foz do Iguaçu

É o único museu estruturado como tal na cidade de Foz do Iguaçu, com uma exposição fixa, que retrata a história da Usina de Itaipu e parte da história social e ecológica da região.


Centenário de Foz do Iguaçu


No dia 10 de junho de 2014, a cidade de Foz do Iguaçu completou 100 anos. Embora os primeiros registros da região datem de 1542 como o descobrimento das Cataratas do Iguaçu, somente em 1889 foi fundada a Colônia Militar que, em 1914, tornou-se o município de Vila Iguaçu.


Parque das Aves

Localizado próximo ao Parque Nacional do Iguaçu, o Parque das Aves é um dos maiores parques de aves da América Latina, que além da exibição dos exemplares, também desenvolve projetos de conservação e procriação de algumas espécies, sendo uma oportunidade de contato com aves de diversas regiões do mundo.




Ponte da Amizade


A Ponte Internacional da Amizade começou a ser construída em 1959, e liga as cidades de Foz do Iguaçu (Brasil) e Ciudad del Este (Paraguai). Acredita-se que nos anos de maior movimento, cerca de 30-40 mil pessoas cruzassem a ponte diariamente.


Ponte da Fraternidade


Liga as cidades de Foz do Iguaçu (Brasil) e Puerto Iguazú (Argentina), tem como nome oficial Ponte Tancredo Neves e começou a ser construída em 1982.


Quati


É um mamífero bastante curioso encontrado nas trilhas de acesso às Cataratas do Iguaçu. Embora pareçam inofensivos, os quatis podem se tornarem agressivos, e não devem ser incomodados, lembre-se que o turista é o visitante na casa deles.


Clima


O clima de Foz do Iguaçu é subtropical úmido mesotérmico, classificado por Köppen como Cfa. A cidade tem uma das maiores amplitudes térmicas anuais do estado, cerca de 14 °C de diferença média entre o inverno e o verão, isso deve-se a uma menor influência da maritimidade do que a que ocorre em outros municípios. Por isso os verões costumam ser muito quentes, com máximas médias em torno dos 33 °C e sensação térmica chegando a cerca de 40 °C e os invernos apesar de, na média, serem considerados amenos, ainda sim propiciarem quedas bruscas de temperaturas que podem fazer a temperatura cair abaixo de zero durante a passagem de frentes frias com a massas de ar polar na retaguarda. As chuvas costumam ser bem distribuídas durante o ano, com uma pequena redução no inverno e a precipitação anual é de aproximadamente 1 900 milímetros (mm).


Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período entre 1961 e 1981, a menor temperatura registrada em Foz do Iguaçu foi de -4,2 °C em 18 de julho de 1975, e a maior atingiu 40 °C em 29 de janeiro de 1978 e 9 de fevereiro de 1979.


Gastronomia


A comida típica da cidade é o Pirá de Foz, porém o Dourado (peixe de escamas encontrado no Rio Paraná) assado faz grande sucesso na gastronomia local. Anualmente, acontece o Concurso do Dourado Assado, atraindo milhares de pessoas.


A culinária libanesa também recebe o seu destaque em Foz do Iguaçu, que possui vários estabelecimentos neste segmento, com destaque para o shawarma, um sanduíche feito com carne ou frango muito apreciado por moradores e turistas


Curiosidades


1. Lenda das Cataratas.

Para aqueles que pensam que as Cataratas do Iguaçu são apenas a terceira maravilha do mundo natural, está muito enganado. Elas também fazem parte do folclore iguaçuense, sendo parte de uma grande lenda em que dois índios apaixonados não puderam ficar juntos e foram amaldiçoados por um gigante deus Serpente chamado M’Boi, dando, assim, origem às incríveis quedas das Cataratas do Iguaçu.


2. O Grande descobridor das Maravilhas.

O espanhol Alvar Nuñes Cabeza de Vaca foi o primeiro homem colonizado a encontrar as Cataratas do Iguaçu, no ano de 1542. A princípio, abismado com a beleza do local, nomeou as quedas d’água como “Cachoeiras de Santa Maria”. Em sua homenagem, hoje em dia, o restaurante localizado dentro do Marco das 3 Fronteiras, chama-se Cabeza de Vaca.


3. É de todo mundo!

Em novembro de 1986, a UNESCO concedeu a distinção de Patrimônio Natural da Humanidade para as Cataratas do Iguaçu. Elas deixam de ser patrimônio particular, para ser um local de preservação e turismo, muito bem cuidado! O parque é a maior reserva de floresta pluvial subtropical do planeta.


4. O #CataratasDay é marca registrada

Para comemorar a nomeação como uma das 7 Maravilhas Naturais do mundo — título concedido em 11 de novembro de 2011 —, foi criado o #CataratasDay. Todo dia 11 de novembro é celebrado um dia especial para a conscientização da conservação do Parque Nacional do Iguaçu. O evento tornou-se tão grande, que a hashtag fica em alta a semana toda desta data, quando pessoas do mundo todo que já visitaram as Cataratas postam suas fotos!


5. O local mais visitado do Brasil!

As Cataratas do Iguaçu estão no ranking de mais visitados do país, em segundo lugar. Por ano, o parque recebe cerca de dois milhões de pessoas, ficando atrás somente do Parque Nacional da Tijuca, casa do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. É incrível como uma pequena cidade de interior fica à frente de grandes metrópoles como Curitiba, São Paulo e Rio grande do Sul! Foz do Iguaçu é o segundo destino mais procurado pelos estrangeiros e não é à toa que tem essa fama. A cidade reúne um conjunto de belezas únicas, entre elas a mais conhecida de todas, Cataratas do Iguaçu.


6. Grandiosidade!

Ao todo, são formadas, aproximadamente, 275 quedas d’água de até 80 metros de altura no Iguaçu. Lá, está o maior sistema de quedas d’água do Brasil e o segundo maior do mundo. As Cataratas do Iguaçu só perdem em número para as Cataratas do Niágara, nos Estados Unidos. Que em aparência, as duas são muito semelhantes. Então, além de sempre quereremos conhecer as maravilhas de outros países, que tal conhecer as que o nosso país possuí?


7. Parque de Preservação!

Além das águas - atração principal - o parque é uma fonte inestimável de biodiversidade, fauna e flora. Não podia ser diferente, “Iguaçu” no guarani significa “água grande”.


8. Compartilhando com Los Hermanos!

A maior parte das quedas das Cataratas do Iguaçu ficam do lado argentino! Aqui do Brasil, temos uma visão “panorâmica”, enquanto do lado argentino, nos sentimos realmente dentro das Cataratas.


9. Foz não é só Cataratas!

Logo ao lado da entrada do Parque Nacional, há o Parque das Aves, o maior da América Latina em conscientização, preservação, e proteção aos animais ameaçados de extinção, ao tráfico ilegal de animais, e a natureza. Local de turismo, onde você conhece mais de 1500 animais de várias espécies diferentes, dentre eles animais que só existem dentro do Parque das Aves, graças ao programa de preservação de espécies extintas. Temos também outros milhares de passeios que se encaixam perfeitamente em qualquer roteiro que você deseje!


Quer viver a viagem que você merece? A Memorial Turismo proporciona uma experiência única a todos os nossos clientes, através de serviços personalizados, roteiros exclusivos e planejamentos minuciosos. Venha viver a legítima #ExperienciaMemorial!


Fonte: Visite Foz, Bonitour

267 visualizações
Logo-Memorial-Verde.webp

Siga-nos

insta VERDE.png
FACE verde.png
whats VERDE.png

R. Des. Eliseu Guilherme, 200 - 9º Andar Paraíso, São Paulo - Brasil

Todos os direitos reservados © 2020 | Desenvolvido por Cafeína Comunicação