as três faces de Cracóvia

Atualizado: Abr 10


Cracóvia

A Polônia é um dos países mais incríveis do leste europeu e que realmente vale a pena visitar e conhecer. Uma das cidades mais importantes do país é Cracóvia, conhecida por sua arquitetura medieval e pela herança judaica. Foi a capital da Polônia por mais de 500 anos e também é conhecida por ser a cidade mais próxima de Auschwitz, o maior campo de concentração que teve. É um lugar incrivelmente lindo, cheio de atrações e com muito a oferecer para qualquer grupo. São tantas coisas para se fazer que decidimos separar em três partes, confira:


lado medieval:

Bom, pra começar, Cracóvia é uma das cidades mais antigas da Polônia, com séculos de história, por isso tantas atrações são de meados da idade média. Como durante as Guerras Mundiais a cidade não era mais a capital do país, ela não foi foco de bombardeios, permanecendo intacta e conservada.


Castelo Wawel


O Castelo Real de Wawel, situado em uma pequena colina entre o centro histórico e o Rio Vístula, é um complexo que engloba o Castelo Real, a Catedral de Cracóvia e a Gruta do Dragão. O castelo foi lar de cerca de 36 reis, cada um com seu estilo, e passou por tantas transformações durante os anos que sua arquitetura é uma mistura entre gótica, renascentista, barroca e outras.

Castelo Wawel

O lugar também possui a lenda de que ali na gruta, vivia um dragão que atormentava a cidade mas que foi derrotado por um sapateiro, em troca da mão da princesa, filha do rei Krak. Tanto que ali perto, em cima de uma pedra, tem uma estátua de um dragão que de tempos em tempos solta labaredas de fogo, muito divertido.


Sukiennice

Sukiennice - @david_zwla

O Sukiennice é um mercadão localizado bem no meio da praça Rynek Główny, uma das maiores praças medievais da Europa. Durante o século XIV, a charmosa construção era um importante centro de comércio internacional e que hoje se tornou uma galeria cheia de lojinhas vendendo os mais diversos produtos.







Portão St. Florian

St. Florian's Street - @agumilka

Esta torre de pedras é um pouco do que se tem hoje da muralha que contornava e protegia a cidade durante o período medieval. Passando pelo portão se encontra o Barbacã, outra estrutura histórica que também fazia parte da proteção da cidade. Graças a seus muros de 3m de espessura era uma fortificação impenetrável.






Rua Grodzka

Pizza da Pizzatopia - @pizzatopia_com

A rua Grodzka é a rua mais antiga da cidade e está sempre cheia de movimento. Tem uma casinha mais linda que a outra e diversos cafés e restaurantes para se deliciar. Como a Pizzatopia, uma pizzaria que vende a pizza num formato único. Se você estiver por lá e provar dela, não se esqueça de compartilhar como foi essa experiência com a gente, ok?




lado católico:

A Polônia também tem sua importância religiosa, pois afinal foi a terra de origem do Santo Papa João Paulo II e a cidade de Cracóvia tem muitas homenagens para aquele que já foi seu arcebispo. Não é atoa que o nome do aeroporto da cidade é João Paulo II. Ele passou boa parte da sua vida em Cracóvia, onde estudou e exerceu diversos serviços religiosos.


Catedral de Cracóvia


A Catedral faz parte do complexo do castelo e era onde os reis poloneses eram coroados. Na entrada da Catedral está a estátua de bronze do Papa João Paulo II, e ao lado fica o Museu da Catedral, que contém diversos artefatos do santo e de alguns reis e bispos.


Basílica de Santa Maria

Basilíca de Santa Maria - @osdromomaniacos

Também localizada na praça Rynek Główny, essa basílica é símbolo da cidade e tem muita história pra contar. Existente desde os anos 1200, é um dos destaques da arquitetura de Cracóvia com suas torres assimétricas e seu interior de cair o queixo. São tantas cores e ornamentos magníficos que fica até difícil saber para onde olhar (ou fotografar!).


Bem perto dela, paralela a rua Grodzka, fica a rua Kanonicza, onde a maioria dos prédios são da Igreja Católica. Inclusive, um deles (nr. 19), durante muito tempo foi moradia de Karol Wojtyla, antes de se tornar papa.


Arquidiocese de Cracóvia

Arquidiocese de Cracóvia

A Arquidiocese de Cracóvia fica localizada na rua Franciszkańska. No seu pátio tem uma estátua com tamanho real de São João Paulo II, além de vários painéis e fotos que contam bastante sobre a trajetória dele. É nesse lugar também que está a Okno Papieskie (janela papal, em polonês), que ficou conhecida devido ao costume que João Paulo II tinha de abençoar os devotos desta janela ao final da tarde sempre que visitava Cracóvia. E continuando a tradição, o Papa Francisco realizou o mesmo gesto durante a Jornada Mundial da Juventude de 2016, que aconteceu em Cracóvia.


lado judeu:

Devemos lembrar também que Cracóvia teve sempre uma grande presença e influência judaica até sofrer muitas mudanças por conta da Segunda Guerra Mundial. A cidade tem diversos lugares que contam sobre a história e a cultura dos judeus e de toda a atrocidade que esse povo passou.


Bairro judeu de Kazimierz


Antiga Sinagoga - @krakowprettycity

Em 1941, durante o regime nazista, este bairro serviu de gueto para concentrar e afastar os judeus do centro da cidade e dos bairros mais nobres. Lá ficam as mais importantes sinagogas da cidade, como a Antiga Sinagoga, que se tornou um museu judaico, além de muitos restaurantes e lojinhas da comunidade.


Hoje, o bairro se tornou uma das regiões mais legais para passear, comer e beber. Com uma vida noturna agitada, é uma área jovem e alternativa, onde você pode encontrar verdadeiras obras de arte de rua em cada esquina. A região é também o lar de muitas das comunidades alternativas e artísticas da cidade, deixando tudo com mais vida.


Fábrica de Schindler


Quem curte cinema com certeza vai se interessar pela Fábrica de Schindler. Vencedor do Oscar de 1993, o filme A Lista de Schindler conta sobre um cara que ajudou diversos judeus ao empregá-los em sua fábrica. Hoje, o local virou um museu contando essa incrível história, vale super a pena ser visitado.



Auschwitz

Campo de Concentração - @susanavacas

Com certeza um dos capítulos mais tristes do século passado aconteceu no campo de concentração nazista de Auschwitz. Distante cerca de 70 km de Cracóvia, o complexo é dividido em Auschwitz I (campo principal e centro administrativo do complexo) e Auschwitz II–Birkenau (campo de extermínio). Foi neste lugar que mais de um milhão de judeus foram exterminados durante o holocausto.


Alguns anos após a guerra, o local se transformou num museu aberto à visitação. Não tem como negar que saímos diferentes de como entramos, é tudo muito impactante e tocante. Auschwitz é um lugar de luto e memória, que exige uma postura de respeito e que vai ficar marcado para sempre em você. É uma visita para pensar e refletir.


E então? Gostou de saber mais sobre Cracóvia e as inúmeras coisas que ela pode oferecer? Tem muita história bacana e lugares que vão fazer você viajar pelo tempo. A gente se preocupa com os gostos e necessidades de cada grupo e buscamos sempre proporcionar experiências únicas. Entre em contato com a gente!

Logo-1.png

(11) 3255-2111  |  (11) 98691-0265

atendimento@memorialturismo.com.br

MEMORIAL TURISMO LTDA Rua Desembargador Eliseu Guilherme, 200 - 9º Andar - Paraíso, São Paulo
CNPJ 00.424.533/0001- 09 - Todos os direitos reservados © 2020 - Conheça nossa política de privacidade.