conheça o Santuário de Guadalupe no México

O México é um país riquíssimo em história, cultura, belezas naturais e atrativos religiosos. Entre os pontos mais importantes do país, está o Santuário de Guadalupe, que recebe cerca de 20 milhões de pessoas todos os anos, se destacando como o segundo santuário católico mais visitado do mundo, atrás apenas da Basílica de São Pedro, no Vaticano.


Continue a leitura para saber as principais curiosidades sobre esse lugar incrível!


a história do santuário


A antiga Basílica de Guadalupe começou a ser construída em 1531, porém, foi concluída apenas 178 anos depois, em 1709. O Templo Expiatorio a Cristo Rey, como é chamado oficialmente, é reconhecido como o primeiro templo católico dedicado à Virgem de Guadalupe.

Infelizmente, dois fatores causaram danos às estruturas da primeira basílica. Em 1921, um ativista implantou uma bomba entre as flores do altar da igreja. A explosão danificou os degraus de mármore, castiçais e uma imagem de Jesus Cristo crucificado, que ficou retorcida no chão. Contudo, a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe permaneceu intacta.


Uma curiosidade: hoje, os fiéis que visitam a Basílica de Guadalupe podem ver a imagem de Jesus que foi danificada no atentado.


O outro fator que afetou a primeira construção foi o afundamento do terreno, identificado na década de 1970. Esse fenômeno aconteceu porque a Cidade do México foi construída sobre um lago aterrado. A partir de então, foi planejada uma nova igreja, projetada pelo arquiteto Pedro Ramírez Vázquez. Construída no estilo moderno, a Basílica nova chega a comportar até 40 mil pessoas em dias de grandes eventos.


Vale ressaltar que, em 1979, o Instituto Nacional de Antropologia e História do México iniciou um trabalho de restauração do chão da antiga basílica, a fim de manter sua estrutura. A edificação foi reaberta em 2001, após a conclusão da primeira etapa do projeto.


os atrativos


Em sua visita ao México, reserve algumas horas para conhecer o Santuário de Guadalupe. Afinal, existem vários atrativos e edificações interessantes para conhecer. Além das basílicas antiga e nova, você poderá visitar a Capela do Pocito, a Paróquia de Índios, o Batistério, o Santuário de San Juan Diego e o Museo de la Basílica de Guadalupe, que conta com cerca de 1500 obras, incluindo pinturas, esculturas e joias.


O local possui boa infraestrutura, com lanchonete e banheiros. Ao redor do santuário, existem ótimas opções de restaurantes e também uma feira de artesanatos com muitas peças religiosas.


sobre Nossa Senhora de Guadalupe


Em 1531, Nossa Senhora fez sua primeira aparição para um indígena convertido chamado São Juan Diego. A Virgem Maria estava com vestes próprias da cultura mexicana e pediu que Juan fosse até o bispo e solicitasse que uma igreja à honra de Jesus Cristo fosse construída naquela região. O bispo, então, pediu um sinal para acatar ao pedido.


Em sua terceira aparição para São Juan Diego, Nossa Senhora o tranquilizou sobre a doença que acometeu o seu tio, afirmando que ele já estava curado. Depois, Maria pediu que Juan fosse até a colina Tepeyac e colhesse flores.


Naquela época do ano, fazia frio e não era comum haver flores na região. Mesmo assim, São Juan Diego encontrou lindas flores no local, as colheu e colocou em um manto, para levá-las até o bispo.

Quando Juan chegou até o bispo e abriu o manto, era possível ver a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe no tecido. Desde então, a imagem é venerada não apenas pelos mexicanos, mas por fiéis do mundo inteiro.


Gostou de conhecer a história do Santuário de Guadalupe? Então, aproveite para saber mais detalhes sobre nosso roteiro no México.