5 lugares no Marrocos fora do comum

Quem vê Marrocos não pensa nas maravilhas que o país tem a oferecer. De montanhas frias a desertos ensolarados, o país africano possui uma cultura incrível, gastronomia invejável e uma população calorosa que vai te acolher para que se sinta em casa.


Muitas vezes os primeiros destinos turísticos são Rabat, Casablanca, Fez e até o deserto do Saara. Mas hoje vamos lhe mostrar alguns outros lugares que são tão encantadores quanto as grandes cidades. Aí você pode ter uns dias de paz e sossego e criar mais intimidade com quem está do seu lado.

De qualquer forma, o mais importante é se dedicar ao que realmente vale a pena, que é a oportunidade de estar em um país como o Marrocos, trocando experiências diárias com pessoas diferentes de uma cultura única.


Jardim Majorelle – Marrakech


Marrakech é uma cidade exuberante e por vezes caótica. Mas é possível encontrar lugares que fogem da confusão da cidade grande, como o Jardim Majorelle.

Este é um dos pontos turísticos do Marrocos mais tranquilos. O oásis botânico foi criado pelo pintor francês Jacques Majorelle, que se estabeleceu na cidade e era apaixonado pelo mundo árabe e pela arte islâmica.


Além disso, há uma vasta variedade de plantas no local, além de um museu exuberante de ornamentos e jóias. No coração da cidade, o jardim é uma propriedade particular em nome do estilista Yves Saint Laurent, já falecido.


Cascatas de Ouzoud


As Cascatas de Ouzoud são uma das maiores atrações naturais do Marrocos. Estão situadas no centro do país, numa região montanhosa entre o Médio e o Alto Atlas. As cascatas ficam num dos limites – a sudoeste – do Parque Nacional do Alto Atlas Ocidental e a cerca de 150 quilómetros de Marrakech.

Apesar de serem de uma beleza natural muito grande, não são completamente naturais. Pronto, não são 100% naturais, só 99%. Por quê? Porque no topo da montanha foram colocados canais que ajudam a desviar a água para pôr em funcionamento moinhos antigos que ainda estão a funcionar.


A zona das cascatas, as maiores do norte de África, é casa de um grupo de animais muito característico e que está em risco de extinção: os macacos-de-gibraltar. Eles são encontrados apenas aqui, em Azrou, no rochedo de Gibraltar e alguns escondidos pelo Atlas.


Quando o tempo quente convida a mergulhos pode ir até à piscina natural no final das cascatas. Fica no meio de um caminho de oliveiras. Aliás, uma curiosidade: são as oliveiras que dão o nome às cascatas. Ouzoud significa azeitona em língua berbere.


Para visitar as cascatas de Ouzoud, pode alugar um carro e ir até ao local, mas também existem excursões de um dia até às cascatas. Esses programas começam de manhã cedo, incluem paragem para beber chá de menta pelo caminho e um almoço tipicamente berbere – as partidas e chegadas são feitas habitualmente em Marrakech.


Montanhas do Atlas – Taourirt

Quem busca uma road trip diferentona, pode encontrar aqui! A Cordilheira do Atlas se estende por vários países, incluindo Marrocos, Argélia e Tunísia. Portanto, a experiência cultural será única neste local, pois todo o povo que habita na região é berbere, o que assegura momentos de muita aprendizagem.


Além disso, kasbahs, montes e picos podem ser visitados e a aventura é garantida com trilhas, cataratas, o verde da vegetação se mesclando com o vermelho da terra e até mesmo neve!


Sendo assim, recomendo que você alugue carro em Marrocos e visite o local com mais liberdade. Inclusive, os centros de esqui, localizados em algumas montanhas, costumam ser movimentados de janeiro a abril.


Mirleft

Mirleft é um balneário perfeito para a prática de surf no Marrocos. Ao sul do país e banhada pelo Atlântico, Mirleft é uma pequena vila, com pouco mais de 6 mil habitantes, com praias dignas de cenários cinematográficos.


Cercada por falésias que formam riachos e pequenas porções de areia, as praias de Mirleft ainda são pouco conhecidas e exploradas por turistas estrangeiros. Oferece um clima ameno durante todo o ano e é possível entrar no mar até no inverno, já que as temperaturas se mantêm agradáveis mesmo durante a estação mais fria do ano.


Mirleft é mais conhecida entre os praticantes do surf já que as praias de Marabout, Coquillage e Plage Sauvage são consideradas uma das melhores do mundo para a prática do esporte. Além disso, a mistura entre mar, deserto e os desenhos que a natureza generosamente criou na região fazem de Mirleft um dos destinos mais bonitos entre as praias do Marrocos


Asilah


Asilah é uma antiga colônia portuguesa do século XV situada no litoral Atlântico do Marrocos, a aproximadamente 40 km de Tânger, que hoje encanta os viajantes com suas casas branquinhas e ruelas repletas de artes e artistas.

Asilah apresenta uma das medinas mais bem preservadas do Marrocos, que é toda cercada por muralhas. Por isso mesmo, é praticamente impossível se perder em suas ruelas. Basta guiar-se por essas muralhas e você logo encontrará uma das portas da cidade.


O centro histórico de Asilah é bem pequeno e seguro. Lá você não verá vendedores disputando clientes como vemos, por exemplo, em Marrakech, nem tantos turistas. Por isso mesmo, o ideal é caminhar tranquilamente por suas ruelas, guiando-se pelo mar e pelas muralhas. Ao longo de sua caminhada, observe as diversas pinturas encontradas nos muros das casas. Esses murais fazem parte do Festival Internacional de Artes de Asilah, que acontece todos os anos na cidade, desde 1978.


Construídas pelos portugueses, que dominaram Asilah entre 1471 e 1550, as muralhas da cidade estão super bem preservadas e possuem duas portas principais: Bab Al Homar e Bab Al Kasbah. Localizada dentro da medina, a Torre Al Qamar marca a arquitetura militar portuguesa em Asilah, datada do início do século XVI.


Totalmente revitalizado, o porto de Asilah exibe cenas que parecem pinturas. Pode admirar barquinhos azuis e brancos no mar. Na praia do centro de Asilah vale muito a pena dar uma volta em sua tranquila orla. Mas se você quer ficar extasiado em praias de sonhos, faça uma visita à Praia do Paraíso, que oferece boas estruturas e está localizada a cerca de 8 km do centro de Asilah.


O Marrocos nos surpreende com seus contrastes, sua arquitetura, suas cores e sua cultura. Se você gosta de conhecer coisas diferentes, vivenciar experiências pouco tradicionais e trazer visões de culturas diversas na bagagem, não deixe de ir ao Marrocos. Fale com a gente!